Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

blogue do siman

escritor • crítico • diretor de teatro • editor

deleite

Abril 17, 2016

pra lucas, que ainda! não sei o (sobre)nome

 

deitado  na relva dos sonhos

          os lençóis amarfanhados

          teu corpo é parte do céu

          que é parte do mar

          que é parte onírica do desejo

 

                    e platonizo tua beleza intocável

                    tua insecável fonte de prazeres

                                        tua carne

                                        teu cerne

 

                                        teu ser oculto a mim

                                        e tua face escondida por tuas mãos

                    parece fruto do pecado

                    maçã que nem eva comeu

                    pois não conseguiu alcançar

 

teus lábios inertes em delícia

teus olhos cerrados em formosura

          teu tronco descoberto

          teu sexo desnudo

          — parece-me um sonho inatingível

                                                  inalcançável

de uma fonte inesgotável

de sonhos platônicos, gozo e deleite

Comentar:

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D